quinta-feira, 28 de junho de 2012

BONECAS DE PORCELANA




BONECAS DE PORCELANA

 Os falsos inventam motivos para te criticar
 Por que são infelizes
 E por isso querem o teu lugar
 Fingem-se de amigos

 Dizem estar ofendidos pelas menores coisas
 Doem-se de dores insanas
 Bonecas de porcelana
 Querem te derrubar

 Roubam-te as ideias
 São frias e feitas de ingratidão
 Inveja e transtorno movem seus corações
 Mil razões irracionais

 Mudam discursos e ideais
 E ladram feito cães
ATEU POETA
1:46
29/06/2012

quarta-feira, 13 de junho de 2012

I[A]I


  
I[A]I

A
III
I[A]I
I[I]I
x<[I]>x
x[x]x
--]-<A>-[--
- - ] - < A > - [ - -
^A^

ATEU POETA
11:46
13/06/2012
Significação: A= ateísmo. III= Grades. []= caixão. <> e ^^= espadas. X= grade em processo de partição. --= grade partida. ][= caixão aberto partido ao meio.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

ÁTOMO



ÁTOMO

A vida não é movimento
Por que, de fato, nada para
E é coisa tão rara aquela que não está morta
Não há nenhuma porta

Para nenhum paraíso
Nenhum inferno
Tudo é eterno, mas só em essência
Tuas carências sanadas ou não, morrerás

Por que és mero defeito
Nada jamais será perfeito
Ou não seria real
E o movimento acabaria

Nem teria começado este momento
Não voltarás para o pó, mas para o átomo

ATEU POETA
6:51
11/06/2012

domingo, 10 de junho de 2012

ODE À MELODIA



ODE À MELODIA

O que é a música?
Essa coisa tão mágica que fascina
Faz dançar o velho e a menina
Entristece e anima a cada esquina

Ao poeta emudece
Dá vida ao coração das pedras
Derruba reinos
Levanta o mar

Cria a ilusão de amar
Doce sedução
Maresia
Suaviza o meio-dia

Embeleza a noite com maestria
Senhora da mais nobre fantasia

ATEU POETA
6:23
10/06/2012